Quem Somos

DCX trabalha na realização, produção e assessoria de eventos em parceria com grandes empresas do segmento, entre elas a E3. Com objetivo de oferecer soluções personalizadas, inovadoras e completas conforme necessidade e perfil de cada evento, através do melhor custo benefício, qualidade, excelência no atendimento e na prestação de serviços aos clientes.

 

O diferencial em contratar a DCX Eventos, começa pela equipe de profissionais altamente qualificados para trabalhar em todas as áreas iniciando pelo processo de planejamento, onde conta também com um leque em opções de empresas terceirizadas colocando a disposição do contratante o melhor trabalho a ser executado conforme a demanda e abrangência da festa a ser realizada.

Notícias

  • Seg 08 Out 2018 11:37

    Tina Turner revela que recebeu rim doado por seu marido

    Tina Turner revelou que foi submetida a um transplante de rim com um órgão doado por seu marido.  A cantora de 78 anos conta em uma autobiografia que sofria de doença renal, e que em 2016 seus rins estavam funcionando “20 por cento e piorando rapidamente”.  Ela diz que seu marido, Erwin Bach, "me chocou dizendo que ele queria me dar um de seus rins". Turner diz que ela foi "subjugada pela enormidade de sua oferta".  Turner escreve ainda que depois se sentiu "feliz, sobrecarregada e aliviada por termos sobrevivido a isso".  Turner, cujos sucessos incluem "Proud Mary" e " What’s Love Got to do With It?", casou-se com o executivo musical alemão Bach em 2013, após um longo relacionamento.
  • Seg 08 Out 2018 11:34

    'Funk e sertanejo aprenderam muito com organização do samba', diz Péricles

    Dos tempos de Exaltasamba até hoje, Péricles viu o pagode cair algumas posições nas listas de músicas mais ouvidas do Brasil.  Mesmo assim, diz não acreditar em uma derrota do gênero para o funk e o sertanejo. Os dois há anos se revezam no topo, com uma ajudinha do que aprenderam com os colegas, na opinião dele
  • Seg 01 Out 2018 16:51

    Filho de Almir, Gabriel Sater pesquisou mais de 50 artistas do novo sertanejo para dar vida a ídolo em crise, em ‘Coração de cowboy’

    “De que me adianta viver na cidade/ Se a felicidade não me acompanhar?/ Adeus, paulistinha do meu coração/ Lá pro meu sertão eu quero voltar”, canta a dupla Chitãozinho & Xororó em “Saudade da minha terra”. Os versos do clássico sertanejo resumem bem a temática de “Coração de cowboy”, estreia desta semana nos cinemas brasileiros. Protagonizado por Gabriel Sater, o longa conta a história de Lucca, um cantor do interior que, na vida adulta, faz sucesso com o sertanejo moderno na cidade grande. Decepcionado, porém, com a indústria da música, ele decide voltar a sua terra natal em busca da família, de que se afastou, e de suas referências artísticas. — Pesquisei mais de 50 artistas sertanejos da atualidade para compor o personagem. Curioso é que eu achava que eles dançassem muito no palco, e fiquei surpreso quando percebi que não — conta Gabriel, de 36 anos, filho do mestre da viola caipira Almir Sater: — Fui criado em fazenda desde criança, ouvindo esse estilo musical. Até hoje, sinto muita necessidade de me refugiar em meio à natureza, longe de celular, para conseguir paz de espírito e também para produzir bem.